Apanhados na Net
Apanhados Na Net








Foram Apanhados aki a Kuskar:
Web Counter


A Kuskar desde:
18 de Dezembro de 2003

Já foram Apanhados!!!

  • Blog Cu-De-Velha
  • desBlogueador de Conversa
  • Teorias Iztupidas
  • O Meu Pipi
  • Gato Fedorento
  • Sombra ao Sol
  • Bichinho de Conta
  • 3 Tesas n pagam Dívidas
  • Procuro Marido
  • Pano do Pó
  • 100 Sexo?
  • Muitas & Giras Lda
  • Malícia de Mulher
  • Desejo Casar
  • Avatares de um desejo
  • O Lobo Mau
  • O Cafajeste
  • Escarnio e bem dizer
  • Blogue dos Marretas
  • T@r@dos n@ Net
  • BLOGotinha
  • Leves & Ausentes
  • A funda São
  • Mau Humor
  • Estou grávida, socorro!
  • I Lobe WoRdS
  • Iztúpidez Natural
  • Kusko(s) on-line
    Apanhados no Mail
  • Apanha-nos aki...
  • ...Ou aki!!!
  • Kuskando no Blog!!!

    powered by FreeFind

    Outros Links Interessantes... ou não...

  • Technorati
  • Yatoula
  • Google
  • Vodafone
  • Telemoveis.com
  • Best Rock FM
  • PMU
  • MegaGaleria
  • Blogger
  • [ arquivos ]




    Templates By Marina




    [terça-feira, janeiro 13, 2004]

    Um pouco de legislação matrimonial

    Sempre se notou, na legislação portuguesa, uma constância na preocupação de apresentar a esposa como cônjuge associado e não como uma empregada do marido. Ao realçar a sua posição de colaboradora e não a de uma subordinada a um senhor, ou situação inferior, como uma serviçal incumbida de cuidar apenas da arrumação da casa, de manter em ordem o vestuário masculino ou de zelar pelo preparo das refeições à hora certa. Incumbe à mulher, é verdade, a direcção dos trabalhos domésticos e o encargo de atender a tudo que se relaciona com os cuidados do lar, porem realiza essa actividade como prestimosa colaboradora, empenhada em resolver tarefas quotidianas de um dos mais árduos e ingratos sectores da vida conjugal.

    O marido pode proibir a entrada, em sua casa, de qualquer pessoa que, contra sua vontade, pretenda visitar a esposa. É um direito e um dever, que lhe permite vedar a intromissão em seu lar de quem julgar inconveniente. Não pode, entretanto, impedir as visitas de sua mulher a parentes, a conhecidos e a pessoas declaradas suas amigas, ainda que não aprecie nem lhe despertem simpatias. Também não pode impor normas sobre vestidos, sobre modos de pentear, sobre usos cosméticos ou sobre preferencias por perfumes. Muito menos obrigar a mulher a frequentar a igreja, a mudar de culto, a assistir a sessões espiritas ou a exibir-se em terreiros de macumba.

    // posted by Dr.Heinz @ 12:13



    Postado por Kuska * 19:47

    Comments: Enviar um comentário

    __________________________________________________________________________