Apanhados na Net
Apanhados Na Net








Foram Apanhados aki a Kuskar:
Web Counter


A Kuskar desde:
18 de Dezembro de 2003

Já foram Apanhados!!!

  • Blog Cu-De-Velha
  • desBlogueador de Conversa
  • Teorias Iztupidas
  • O Meu Pipi
  • Gato Fedorento
  • Sombra ao Sol
  • Bichinho de Conta
  • 3 Tesas n pagam Dívidas
  • Procuro Marido
  • Pano do Pó
  • 100 Sexo?
  • Muitas & Giras Lda
  • Malícia de Mulher
  • Desejo Casar
  • Avatares de um desejo
  • O Lobo Mau
  • O Cafajeste
  • Escarnio e bem dizer
  • Blogue dos Marretas
  • T@r@dos n@ Net
  • BLOGotinha
  • Leves & Ausentes
  • A funda São
  • Mau Humor
  • Estou grávida, socorro!
  • I Lobe WoRdS
  • Iztúpidez Natural
  • Kusko(s) on-line
    Apanhados no Mail
  • Apanha-nos aki...
  • ...Ou aki!!!
  • Kuskando no Blog!!!

    powered by FreeFind

    Outros Links Interessantes... ou não...

  • Technorati
  • Yatoula
  • Google
  • Vodafone
  • Telemoveis.com
  • Best Rock FM
  • PMU
  • MegaGaleria
  • Blogger
  • [ arquivos ]




    Templates By Marina




    [segunda-feira, janeiro 12, 2004]

    O pequeno génio

    Muito se tem falado, nos últimos anos, deste tema. Têm-se criado institutos e muitas formas de prestar apoio a casos como este. E, se calhar, nada do que se possa ser feito será suficiente.

    Estive este fim de semana, pela 1ª vez, frente a uma criança sobre-dotada. Trata-se do filho de um casal amigo que, por regra geral, encontrar durante a noite, não via à cerca de um ano.

    O petiz está quase a completar 5 anos de idade. Desde muito novo que "coisas estranhas" saiam daquela cabecinha, para grande espanto e alguma preocupação dos pais. Há cerca de uma ano que não o via, por causa deo mesmo se deitar relativamente cedo e encontrar os pais quase sempre de noite. Eis algumas das coisas que este prodígio faz. Algumas eu vi, outras foram-me relatadas:

    - Lê à velocidade de um adulto há mas de 1 ano. Ninguém o ensinou;
    - Lê e percebe inglês há cerca de 6 meses, desta vez já ensinado, e após muito ter chateado os pais;
    - Mexe melhor num computador que a grande maioria dos adultos que eu conheço. Compreende perfeitamente o seu funcionamento. Garante-me o pai que, 80% do que sabe ninguém lho ensinou. Aprendeu por observação;
    - Faz todo o tipo de operações algébricas básicas a uma velocidade normal para um adulto. Já o sabe fazer desde que tem 3 anos;
    - Conhece todos os jogadores de futebol da SuperLiga portuguesa, quer os esteja a ver na TV, quer numa colecção de cromos que ele tem;
    - Ainda neste campo, conhece estádios (de nome), que eu próprio não me recordava (de equipas de escalões secundários e de campeonatos estrangeiros). Após o estar a testar, sem o resultado que eu desejava - o erro - neste exercício, lancei para o ar: "Qual o nome do Estádio da Reggina?". E após pensar um pouco, respondeu-me correctamente. Confesso que desconhecia o nome e o pai garantiu-me que estava correcto;
    - Domina uma grande variedade de jogos (em especial os de mesa, tipo Monopólio), conhecendo profundamente as suas regras e zelando para o seu rigoroso cumprimento. Não suporta perder, fazendo de cada vitória sua uma festa dos diabos;
    - Tem um nível de conversação anormalmente elaborado. Qualquer comparação com miúdos da sua idade é impossível;
    - Escreve cartas;
    - Lê livros de 200 ou mais páginas, avidamente. Os que só têm bonecos já não têm o mínimo interesse.

    Trata-se de uma grande dor de cabeça para os "pobres pais", que têm grande dificuldade em lidar com esta situação. O miúdo está quase a começar a sua vida escolar, e já se encontra francamente à frente de todos os seus futuros colegas.

    PS: Vá lá que ainda lhe consegui ganhar 3 jogos de xadrez, sendo que o último, após lhe ter dado algumas explicações, já não foi pêra-doce. E eu, considero-me um bom jogador, quase nunca jogando com quem conheço, pela facilidade com que lhes ganho os jogos, optando por só jogar, ou em torneios ou no Clube do qual sou sócio...

    //Bloggado às 11:08 por Joaquim


    Postado por Kuska * 18:52

    Comments: Enviar um comentário

    __________________________________________________________________________